Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Análise econômica da competição é tema de debate em pré-evento da 5º Conferência do BRICS

Notícias

Análise econômica da competição é tema de debate em pré-evento da 5º Conferência do BRICS

Debate

Seminário “Lectures in Competition Analysis” foi realizado no plenário do Conselho Administrativo de Defesa Econômica - Cade
por Assessoria de Comunicação Social publicado: 08/11/2017 11h35 última modificação: 08/11/2017 17h04

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica – Cade recebeu, nesta quarta-feira, 08/11, pré-evento da 5ª Conferência Internacional sobre Concorrência dos BRICS. O seminário Lectures in Competitions Analysis, organizado pelo Conselho em parceria com o CRESSE e a UFRJ, contou com a participação de especialistas de diversos países, que abordaram, entre outros  temas, as condutas unilaterais na internet, estimativas de danos causados por cartéis e efeitos unilaterais de fusões e aquisições.

Na abertura do evento, o presidente do Cade, Alexandre Barreto, destacou a oportunidade de aprendizagem. “Desenvolver eventos como esse nos aproxima da construção, no Cade, de um ambiente de excelência, em que o foco seja a defesa do consumidor e a distribuição justa dos excedentes econômicos”, disse.

Ele ressaltou ainda que a construção de uma política antitruste não pode ser vista como um trabalho isolado em si mesmo e passa pela adoção das melhores práticas e técnicas desenvolvidas por especialistas de diversas partes do mundo.

Também presente no seminário, o secretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda, Mansueto Almeida, defendeu que a inovação e o crescimento econômico sustentável são possíveis apenas quando existe competição nos mercados. 

“A competição é essencial para o desenvolvimento do capitalismo, por isso os órgãos de defesa da competição como o Cade são muito importantes, em especial em grandes países em desenvolvimento nos quais muitas das políticas econômicas têm como efeito a elevação da concentração de mercado”, argumentou.

Completaram a mesa de abertura, Yannis Katsoulacos, do CRESSE, Eduardo Pontual Ribeiro, da UFRJ, e Márcio Bueno, do IBRAC. Ribeiro afirmou que o seminário foi uma oportunidade de, por meio das questões debatidas na universidade, aumentar o diálogo das autoridades antitruste com a sociedade, Já para Bueno, o evento de hoje e a conferência do BRICS reforça o protagonismo internacional do Brasil no âmbito da defesa da concorrência.