Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Parecer sugere reprovação da aquisição da American Chemical pela Oxiteno

Notícias

Parecer sugere reprovação da aquisição da American Chemical pela Oxiteno

Ato de Concentração

Juntas, empresas deteriam mais de 60% da participação do mercado
por Assessoria de Comunicação Social publicado: 19/04/2013 15h45 última modificação: 21/03/2016 12h09

A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica – Cade recomendou, em parecer emitido nesta sexta-feira (19/4), a reprovação da compra da empresa uruguaia American Chemical I. C.S.A pela Oxiteno S.A. Indústria e Comércio. O caso segue agora para análise pelo Tribunal do Cade, que proferirá a decisão final.

Para a Superintendência-Geral, a aquisição pode prejudicar a concorrência no mercado de lauril éter sulfato de sódio (LESS), substância que é usada em produtos de limpeza e higiene, tais como detergentes, xampus e sabonetes líquidos. Tanto a American Chemical quanto a Oxiteno comercializam esse produto em todo o Mercosul e, juntas, deteriam mais de 60% de participação nesse mercado.

A operação também gerou preocupações pelo fato de a Oxiteno ser a única produtora no Brasil de álcool graxo etoxilado, principal insumo na fabricação de LESS. Segundo o parecer, a operação poderia dificultar o acesso ao insumo pelas empresas concorrentes.

O ato de concentração 08700.004083/2012-72 foi notificado em junho de 2012 e tramita sob as regras da antiga legislação de defesa da concorrência, a Lei 8.884/94.