Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Superintendência do Cade conclui parecer sobre aquisição do HSBC pelo Bradesco

Notícias

Superintendência do Cade conclui parecer sobre aquisição do HSBC pelo Bradesco

Ato de concentração

Posição é pela aprovação da operação condicionada à celebração de um Acordo em Controle de Concentrações – ACC
por Assessoria de Comunicação Social publicado: 04/04/2016 13h17 última modificação: 11/04/2016 16h20

A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica – Cade, em decisão publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (04/04), remeteu para análise do Tribunal do órgão o ato de concentração referente à aquisição do HSBC pelo Bradesco (AC 08700.010790/2015-41). O parecer recomenda a aprovação da operação condicionada à celebração de um Acordo em Controle de Concentrações – ACC entre o Bradesco e o Cade.

O ACC foi elaborado depois que a Superintendência-Geral analisou de forma detalhada o mercado bancário brasileiro e verificou a existência de alguns problemas concorrenciais que indicam baixa competição entre os bancos. Nesse contexto, o órgão, ao longo da instrução, buscou aferir se a aquisição do HSBC aumenta os problemas competitivos encontrados, de modo a reduzir a concorrência no setor.

A Superintendência considerou diferentes cenários de serviços ofertados pelos bancos, como depósito à vista e a prazo, crédito ao consumidor, cartão de crédito, entre outros. Nesses segmentos, a participação de mercado do HSBC é reduzida, o que limita a relação entre a aquisição e a possibilidade de aumento de poder de mercado do Bradesco.

Em uma análise mais ampla, constatou-se que o Bradesco é o quarto maior banco do país em ativos totais, enquanto o HSBC é o sexto. Com a aquisição, o Bradesco permanece na mesma posição, com menos de 20% de mercado, atrás do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Itaú, que permanecem como rivais em todos os mercados analisados.

Contudo, a instrução verificou que alguns dos problemas do setor, como a baixa portabilidade e os elevados índices de reclamação em relação à qualidade dos serviços bancários, também são verificados no Bradesco. Além disso, a participação de mercado do banco em número de agências em alguns municípios é elevada.

Para afastar a possibilidade dos clientes do HSBC serem prejudicados com a operação, e para também beneficiar os clientes do Bradesco, inclusive os situados nos municípios com maior concentração de agências, o banco concordou em celebrar um acordo com o Cade como condição para a aprovação da aquisição.