Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Superintendência do Cade investiga cartel no mercado de rolamentos antifricção

Notícias

Superintendência do Cade investiga cartel no mercado de rolamentos antifricção

Cartel

Conduta teria ocorrido entre os anos 1986 e 2011
por Assessoria de Comunicação Social publicado: 10/10/2014 16h30 última modificação: 18/04/2016 17h38

A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica – Cade instaurou, nesta sexta-feira (10/10), processo administrativo para apurar suposta prática de cartel no mercado nacional e internacional de rolamentos antifricção (PA 08012.005324/2012-59). Esses dispositivos são utilizados na fabricação de automóveis e no processo produtivo de diversas indústrias, como de mineração, siderúrgica, celulose e papeleira, petroquímica, alimentos e bebidas, agricultura, cerâmica, entre outras.

As empresas investigadas são AB SKF, INA-Holding Schaeffler GmbH & Co., JTEKT Automotiva Brasil Ltda., JTEKT Corporation, Koyo Rolamentos do Brasil Ltda., Nachi Brasil Ltda., Nachi Fujikoshi Corp., NSK Brasil Ltda., NSK Europe Ltd., NSK Ltd., NTN-SNR Roulements S.A., Schaeffler Brasil Ltda., SKF do Brasil Ltda., SNR Rolamentos do Brasil Ltda. e Timken do Brasil Comércio e Indústria Ltda..

Os indícios apontam que as empresas acordavam a fixação de preços e outras condições comerciais sensíveis, a alocação de pedidos de cotações e a divisão dos mercados automotivo, industrial e de reposição independente de rolamentos.

Tais condutas anticompetitivas teriam ocorrido entre os anos 1986 e 2011. Os acordos ilícitos teriam sido celebrados tanto pelas matrizes no exterior quanto pelas filiais brasileiras das companhias.

Com a instauração do processo administrativo os acusados serão notificados para apresentarem suas defesas. Ao final da instrução processual, a Superintendência-Geral do Cade opinará pela condenação ou arquivamento e remeterá o caso para julgamento pelo Tribunal Administrativo do Cade, responsável pela decisão final.